janeiro 22nd, 2018 | Sem Comentários »

O que é certo e o que é errado?
Para o ano que se inicia nada melhor que velhas reflexões para novas condutas. É aí que entra o pensar sobre situações, palavras e ações ao longo de nossas vidas. A guerra entre o bem e o mal chamada de maniqueísmo pauta a nossa índole e o nosso caráter frente à sociedade em que vivemos.
O mundo mudou muito rapidamente e não há como contestar. Mas há como contestar velhos hábitos que ferem as regras do atual bem viver. Valores morais e éticos continuam sendo a chave para uma sociedade melhor e estão intimamente relacionados ao sentimento de justiça social.
Por isto a palavra ética vem sendo repetida milhares de vezes. E o que é ética? Á princípio está relacionada às normas e condutas, como bússola a nos guiar nas diversas atitudes.
No artigo acadêmico (2016) A Ética para os dias de hoje: Reflexões e Apontamentos: temos que considerar que “… Na atualidade a ética abrange uma vasta área, podendo estar relacionada com temas ligados ao ambiente familiar, escolar, profissional, econômico, social e político. Existem códigos de ética profissional que indicam como o indivíduo deve ser no âmbito da sua profissão. Nos dias atuais, com um mundo cada vez mais globalizado e competitivo, as pessoas preocupam-se com a ética nos seus negócios mostrando-se cada vez mais eficazes para competir com sucesso e obter resultados positivos”.
“A ética supõe-se a necessidade da reflexão sobre valores sociais em meio à crise estabelecida reduzida ao individualismo e à competitividade, por isso, se torna necessária, mais do que nunca, uma preocupação com o social”.
“Sim, porque a crise da Humanidade é uma crise moral. Evidencia-se aqui, a falta de ética nos vários âmbitos. A discussão sobre a justiça social é também uma discussão moral, admitindo que os valores das ações sociais estejam deturpados devido à lógica do sistema vigente. Bem e mal, certo e errado, justo e injusto cederam lugar ao sentimento de sobrevivência, do “salva-se quem puder” ou do interesse pessoal e particular numa sociedade exploradora, que mascara a liberdade, condição fundamental para a realização de ações morais”.
“Em meio a todos estes aspectos sociais e globais, faz-se necessário que cada ser humano esteja consciente de que não basta apenas refletir, é preciso mudar conceitos, ter condutas condizentes com o que harmoniza a sociedade em todos os seus segmentos”.
Daí as reflexões sobre o que é certo ou que é errado ainda continuarem em pleno século XXI.
Das reflexões surgem os dilemas de conduta.
Como por exemplo: “Duas colegas de trabalho se encontram numa loja de conveniência e após cumprimentos e fofocas, uma delas confisca um objeto da loja e o coloca debaixo da blusa que usava. Ali mesmo se despediram e cada uma foi para seu lado. Minutos depois um segurança aborda a moça que presenciou o ato e pede o telefone da suposta ladra. Pensativa, não sabia se ´dedurava` ou não a sua colega, pois eram anos de boa convivência entre ambas. Por outro lado, aprendera desde criança que roubar não era certo.”
E você o que faria?

VanessaArruda
Mestra em Administração, Pós Graduada em Marketing Político, Graduada em Jornalismo, Poeta, Escritora, Master Coach, Professora Universitária, Secretária Municipal do Desenvolvimento Social de Vespasiano.

Janeiro/2018

Últimos Posts