julho 29th, 2010 | Sem Comentários »

Vanessa Duguet Arruda

 

Pratique você também o ato de doar e sinta a força dessa ação

Recompensadora de ajudar alguém que sequer conhecemos

         Hoje cedo ao ouvir a notícia que o Presidente Lula irá doar 200 milhões à Grécia, a fim de evitar outro caos econômico mundial; achei bacana (muito embora não seja bacana ele discordar com o fim do fator previdenciário que irá gerar um ganho justo aos aposentados brasileiros, alegando falta de dinheiro…). Também foi muito legal o nosso país doar um valor exorbitante ao Haiti, quando a população sofreu o pior dos terremotos já visto, ficando na mais completa miséria e por isto mesmo, justa a doação e ajuda humanitária que os haitianos receberam. Outro gesto muito bacana foi a cidade de Vespasiano no ano de 2008, fazer uma doação ao Estado de Santa Catarina, quando algumas cidades sofreram com a chuva desvastadora. São gestos que demonstram que nos preocupamos com o outro, ainda que estejam do outro lado do mundo.

         E o que temos feito, como cidadãos vespasianenses, para ajudar o asilo local ou para contribuir com ações como a ASPAVE desenvolve em nossa cidade? E as creches? Como ajudar?

         Há várias formas de ajudar. Ações voluntárias que fazem a diferença, como a jovem Roberta que vai dar banho nos velhinhos toda sexta-feira; ou o cabelo e a barba que são feitos semanalmente pelo nosso amigo Moacir no Lar dos Idosos. Temos conhecimento também, que o Rotary Club de Vespasiano presta assistência ao asilo e Creche de Vespasiano. Os rotarianos sempre realizam ações conjuntas em prol dos nossos idosos e crianças; sejam elas preventivas, educativas, solidárias ou festivas. Ações que geram dignidade pra quem recebe e a paz e bem-estar a quem está doando. O local precisa de obras, de pessoas que possam visitar os idosos, ler uma estória, presentes como fraldas geriátricas e material de limpeza. Terapeutas, psicólogos, fonaudiólogos, fisioterapeutas e enfermeiros também podem doar seu trabalho nem que seja por 30 minutos diários. Atos simples que podemos chamar de generosidade. A própria família destes idosos poderiam cumprir o seu papel e buscá-los para passar um final de semana em casa. Pasmem, pois isto raramente acontece!

É bem certo que muitos não ajudarão e ainda dirão que é uma obrigação do Estado. Concordo plenamente. É uma obrigação do município, dos políticos e do Estado, mas também somos responsáveis e podemos contribuir de alguma forma. Para quem se sensibilizar e quiser ajudar o Lar dos Idosos fica na Rua São Paulo, 731- Célvia – 3621-1863 e e pelo site www.lardosidososnsauxiliadora.blogspot.com/  Os nossos velhinhos ficarão imensamente agradecidos.

         No SBT, todas as manhãs, veicula uma propaganda neste sentido: “o que você vai fazer ao sair do serviço hoje?” As respostas dadas são, obviamente, “ vou ao cinema, vou beber com os amigos etc”. Enquanto isto, como pano de fundo, as imagens passadas são de velhinhos tristes, sozinhos e deprimidos, precisando apenas de um carinho ou de uma atenção. A propaganda termina com a fala “visitem seus pais, seus avós, eles precisam de vocês”.

         No momento a ASPAVE (Ação Social da paróquia de Vespasiano) vem desenvolvendo ações para resgatar a cidadania e auto-estima daqueles que usufruem destas ações. A começar pela Cooperativa de reciclagem que gera renda para um grupo de jovens e ainda contribui para melhoria ambiental. Esta é outra opção de ajuda que os moradores de Vespasiano possuem. Separar material a ser reciclado, se possível, encaminhá-lo para as gaiolas de coleta ou solicitar o caminhão que já passa em alguns bairros de nossa cidade para recolhê-lo.

         Também é preciso mensalmente de 150 cestas básicas para as famílias cadastradas junto à Igreja Matriz. O município tem aproximadamente cem mil habitantes e precisamos apenas de 150 pessoas para ajudar neste trabalho. Atualmente, como voluntário, Ciro do carro do som recolhe as cestas toda segunda 3ª feira do mês no Supermercado Cidade e as entrega na ASPAVE. Garantidas até agora temos apenas 15 cestas. E o restante das 135 famílias?

É aí que entra você que está lendo esta matéria. Que atenda este pedido de socorro.  Pessoas que ajudam são pessoas-anjos enviadas de Deus. São pessoas que percebem que a melhoria do mundo passa pelas nossas mãos e pelos nossos corações. Ajudar aquele que necessita faz com que sempre tenhamos crédito com Deus e com certeza, sairemos ganhando muito mais do que estamos doando. O telefone da ASPAVE é 3621-2722. Todos agradecerão.

 (Matéria publicada no Jornal Tribuna das Gerais, junho/2010)

Últimos Posts