setembro 6th, 2014 | Sem Comentários »

Resposta ao post Desabafo materno:
Enviado em 07/06/2014 as 3:58

Prezada Vanessa,
Confesso que não sou de ler, tampouco, responder publicações em páginas virtuais, conheci seu blog por acaso, e quando eu acessei ele pela segunda vez, me deparo com um post com o seguinte título “Desabafo Materno – carta recebida de uma mãe´, fiquei curioso e resolvi lê-lo.
Logo percebi que se tratava de uma mãe que tinha problemas com filho e, quando vi que o problema era em relação a opção sexual dele , comecei a prestar bastante atenção, pois quanto mais lia mais eu ficava com um sentimento de pena dessa mãe, e logo percebi o que filho dessa mulher está passando por um problema em que eu também passei, sim, eu também sou GAY e também tive o mesmo problema na família.
Então, vendo tamanha ignorância desta mãe, e por já ter passado por esse drama que seu filho está passando, resolvi escrever a fim de esclarecer não só pra está pobre coitada, mas para todas as mães que pensam como ela.
Vocês, Pais, precisam entender primeiramente que, a revolta de vocês não vai alterar nossa sexualidade. Precisam entender também que, sim, ser gay é MUITO PERIGOSO, pois assim como VOCÊS, tem muitos PRECONCEITUSOS que manifestam seu preconceito de diversas formas, comentários, gestos, ironias, e até mesmo AGRESSÕES.
Quando assumimos, o que mais queremos é o apoio de vocês, PAIS, pois podem ter certeza que tendo vocês ao nosso lado, os demais problemas serão pequenos. Crescemos ouvindo que FAMÍLIA era tudo, que podíamos contar com vocês sempre e, quando mais precisamos, vocês nos dão as costas.
Vocês, com preconceitos que foram impostos pela sociedade desde que vieram ao mundo, muitas vezes sentem VERGONHA, pois seu filho será o comentário na reunião de família, ou no bairro, FODA-SE, seu filho precisa de você e não da opinião dos outros, só queremos que vocês estejam conosco neste momento, manda a opinião da sociedade ir pra !@#$%&¨e venha nos APOIAR pois é disso que precisamos.
O fato de seu filho fazer chapinha não quer dizer nada, vocês precisam parar de ficar imaginando o que fazemos e o que não fazemos, parem de sofrer com isso, nem todo gay usa saia, nem todo gay passa esmalte, nem todo gay fica vestindo roupa de mulher.
Não temos que forçar ser uma pessoa que não somos simplesmente porque vocês querem isso, cada um tem que buscar ser feliz do seu jeito, não temos que deixar a felicidade de lado por causa de um preconceito de vocês.
Então você Mãe ou Pai, que esta deixando de curti seu filho por um preconceito idiota, saiba que precisamos de vocês, e que tê-los ao nosso lado e tudo que mais queremos, largue seu orgulho e vai dar um abraço em seu filho converse com ele, traga-o para perto de você ao invés de distanciá-lo.
Seja feliz com ele isso é o que importa.
GAY OU NÃO, É SEU FILHO ( o mesmo menino que vc abraçou chorando de alegria ao vê-lo nascer).

Resposta publicada no Jornal Vespasiano em Notícias, julho/2014

Últimos Posts