novembro 23rd, 2015

A Lei da Montanha e a Lei da Presença

Constantemente estou a receber mensagens motivacionais ou aconselhamentos, sejam elas profissionais ou pessoais, enviadas pela nossa Coaching Ana Paula Paixão. A mais recente é sobre a Lei da Montanha que vale à pena dividir com meus leitores. Trata-se de um escritor que, da janela do seu quarto, descobre o poder das montanhas e como podemos nos tornar montanhas.

“No momento, estou escrevendo enquanto olho pela janela do meu apartamento, para as águas calmas do lago Titicaca, entre a Bolívia e o Peru. Vejo a cadeia majestosa das montanhas que formam a Cordilheira dos Andes, logo à rente, com o gelo e a neve recobrindo os picos mais altos. Bem diferente do Brasil. E vejo algo mais. Vejo as montanhas e vejo que elas sempre vencem, pois elas sempre estarão lá.
Os aymaras foram superados pelos incas, que foram superados pelos espanhóis, que foram superados pelos peruanos e bolivianos que, um dia, serão superados por outros povos, talvez seus descendentes.
Mas as montanhas ainda estarão lá. Elas sempre observaram e permaneceram. O universo respeita muito suas próprias regras e duas delas você pode aplicar à sua vida agora mesmo, que são a Lei da Montanha e a Lei da Presença.
A Lei da Montanha afirma que a grande montanha permanece, mesmo quando os pequenos montes se vão. Isso significa que tudo aquilo que assume um papel fundamental em sua vida, tudo o que é grande e importante, tudo aquilo que pode ser visto de todos os lugares de sua existência, certamente é uma montanha em sua vida.
E as montanhas ainda estarão lá, mesmo depois do furacão, das batalhas e dos dias de festa ou tristeza. As montanhas podem indicar os caminhos, pois elas não são pessoas, que podem ser levadas de nossa vida a qualquer momento. Montanhas não são profissões, carreiras, cursos ou dinheiro, que podem perder importância em dez segundos, dependendo do caso.
Elas são representações internas, pensamentos e nossas verdades. São pessoas que marcaram positivamente e que estarão ao seu lado, mesmo depois que o tempo delas aqui tiver acabado. São momentos felizes que sempre voltam à mente. São sonhos e são enormes pedaços de você (…) que se tornam forças positivas.
As montanhas sempre estarão lá e olhe para elas sempre que desejar ou precisar. Aproveite a Lei da Presença que diz que aquilo que vejo é sempre mais forte do que aquilo que não vejo. Portanto, para tornar mais importante e mais forte qualquer relacionamento, é essencial estar presente. É preciso ser montanha. É preciso estar presente. Participar de reuniões. Viajar junto. Trabalhar junto. Co-existir. Fazer as lições de casa junto. Jogar junto. Visitar os pais ou os filhos. Fazer as refeições junto. Visitar amigos. Visitar seus clientes.
Assim como as montanhas que vejo agora. Elas sempre estarão lá. Sempre presentes e firmes, mesmo que tenhamos partido daqui. Aliás, estar presente em um projeto ou um sonho, mesmo quando todos estão em desalento, pode ser a diferença entre vencer ou perder.
As montanhas dominam a Lei da Montanha e a Lei da Presença. Pessoas que sempre são como as montanhas continuarão sempre presentes em nossas vidas, ainda que tenham partido.”
Autor: Aldo Novak

Você pode acompanhar as respostas para este post assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar um comentário, ou trackback do seu site.

Deixe um comentário