julho 13th, 2010

(VAnessa Arruda)

Querida Mamãe Noel, “vou fazer o meu pedido para o dia de Natal….” Olha, eu fui boazinha o ano todo. Paguei meus impostos, trabalhei direitinho, eduquei meus filhos e cumpri com todas as obrigações. Assim, acho que mereço um presentão. Como boa brasileira que sou e uma cidadã cheia de fé, continuo acreditando que a senhora irá descer pela chaminé levando tudo que desejo. Ainda que o “saco” de presentes esteja muito pesado, também sei que dará o famoso jeitinho brasileiro de resolver as coisas.

Como primeira mulher Presidente do Brasil (mesmo sendo chamada de Lula de saias) peço-lhe que honre o nosso gênero e faça mais do que mil homens juntos. A começar pela punição aos corruptos e desonestos. Que ao compor seus ministérios a escolha seja por pessoas competentes e não por aqueles que vão agradar aos partidos que a elegeram.

Ética deverá ser o seu sobrenome. Assim a sua postura será firme e correta. Com certeza acatará a lei da Ficha Limpa e fará com que seja seguida, aplicada e como uma doença contagiosa que toda a nação seja contaminada por ela!

Lembre-se que o nosso País precisa valorizar os aposentados; então é preciso que o fator previdenciário seja abolido de vez. Imponha ao Congresso aprovação da reforma previdenciária, judiciária e penitenciária.

É preciso que a nossa Constituição seja atualizada a fim de que a Lei seja justa na sua aplicação. Certamente será um freio para a criminalidade impune que cerceia nossas vidas. Sobretudo, não passe a “mão na cabeça” daqueles que lesam o povo, daqueles que participam dos mensalões ou daqueles que roubam a poupança de muitos.

Os de casa (o povo brasileiro) deverão ser os primeiros a serem amados e cuidados. Então, a saúde precisa ser renovada. Dar salários condizentes aos trabalhadores da saúde e melhor infra-estrutura para atendimento daqueles que mais necessitam. Quanto tempo mais teremos  que aturar os abusos dos planos de saúde?

Isto sem falar na educação. Ah, meu Deus! Acaso viu na mídia o caso do aluno que matou um professor, em Belo Horizonte? Como continuar sendo profissional da educação com estes baixos salários e ter que aturar alunos sem limites? É preciso dar mais qualidade ao ensino. É preciso querer ter um País do qual todos nós possamos nos orgulhar. E ninguém mais capacitado a fazê-lo do que uma mulher! Por isto, senhora Mamãe Noel, novamente peço que honre o fato de ser uma mulher. Faça a diferença.  Todos têm que ter acesso à boa educação, a uma saúde decente, a uma alimentação adequada.

         Sei que deve estar pensando que o Brasil é extenso e os problemas são maiores do que possamos imaginar. E por isto mesmo pensa que talvez seja impossível tudo que lhe peço. Deve estar me julgando ingênua e sonhadora. Mas é chegada a hora de além de dar o peixe e de ensinar a pescar… de propiciar também “água” limpa aos pescadores. É preciso mais empregos, mais moradias, saneamento básico. É preciso criar incentivos para empresas e assim investirem mais e melhor no local onde estão inseridas. É preciso que se valorize o meio-ambiente, é preciso dar alternativas para que a poluição não seja mais uma vilã na vida brasileira. Quantos lugares com esgoto a céu aberto viu ao fazer sua campanha? Quantas pessoas de lata d`água na cabeça por não terem água encanada? Quantas crianças descalças, magras, barrigas estufadas, cheias de vermes?        

Ainda tenho mais a acrescentar em minha lista, como: transporte barato e digno dos milhões que dele dependem. Como criação de políticas públicas que nos proporcione policiamento ativo, constante e que nos faça sentir seguros. Melhor aparelhamento e treinamentos de nossos policiais. Melhor salário. Melhores condições de trabalho.

É… Mamãe Noel, se eu pensar mais um pouquinho, terei que pedir que olhe para o desmatamento de nossas florestas, que cuide melhor de nossas fronteiras, que exija o fim dos contrabandos. Que evite o abuso de poder, que crie menos Medidas Provisórias, que não favoreça familiares e amigos em cargos públicos. Que não aplauda os ditadores dos nossos países vizinhos. Que antes de enviar milhões e bilhões para países vítimas de catástrofes, lembre-se que temos as catástrofes brasileiras e que é preciso dividir este dinheiro acudindo o povo brasileiro. Fazer caridade visando apenas uma cadeira na ONU (Organização das Nações Unidas) não é legítimo e honesto para com os brasileiros.

Antes de tudo, mamãe Noel, Dilma Roussef, que você seja honesta, que seja uma trabalhadora digna do povo que a elegeu. E que na bela manhã do dia 25 de dezembro, quando eu chegar bem junto à árvore de Natal, queira Deus que eu não tenha perdido as esperanças. Nem eu e nem os 192 milhões de brasileiros!

VAnessa Arruda – www.vanessaarruda.com.br

Jornalista, Pós-Graduada em Marketing Político, Mestranda em Administração, Professora Universitária, Administradora do Laboratório São Lucas, Membro da Academia Vespasianense de Letras.

(Matéria publicada no Jornal Tribuna das Gerais, dezembro/2010)

Você pode acompanhar as respostas para este post assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar um comentário, ou trackback do seu site.

2 Comentários para “Carta para Mamãe Noel, Dilma Roussef”

Deixe um comentário