junho 7th, 2010

ELA  NOS  ALCANÇOU

GRIPE SUÍNA

 VAnessa Duguet Arruda

O inevitável aconteceu. Por mais que o Ministro Temporão, tenha dado esclarecimentos sobre a gripe suína (Influenza A- H1N1) e avisar que estávamos todos salvos, ela vem de mansinho se instalando entre nós.

Com a chegada do inverno no hemisfério sul, verificou-se o aumento do número de casos de infecção por este novo vírus. De acordo com o Ministério da Saúde das 3.215 amostras clínicas processadas pelos laboratórios da Fiocruz e do Instituto Lutz, apenas 26,2% foram positivas para o vírus A (H1N1), 22,6% foram positivas para a gripe sanzonal e 51% sequer eram infecções por qualquer vírus influenza.

Os dados acima confirmam que não há razão para pânico. Ainda assim, o Ministério da Saúde elaborou um protocolo de manejo clínico e vigilância epidemiológica com objetivo de adequar medidas estabelecidas pela OMS a este novo cenário, de forma que profissionais da saúde possam lidar com a gripe de forma mais tranqüila. Os sintomas se caracterizam pela febre de 38ºC, tosse, dispnéia (dificuldade em respirar) acompanhada ou não de dor de garganta ou manifestações gastrointestinais. A recomendação dos médicos é que em nenhum momento deve ocorrer a auto-medicação e que se procure um posto de saúde imediatamente. Entretanto, atitudes individuais farão toda a diferença na prevenção da gripe:

- lavar frequentemente as mãos com bastante água e sabão, por 20 segundos, esfregando bem. É importante que se esfregue toda a superfície das mãos e entre os dedos. Para fazê-lo retire anéis, pulseiras e relógios. Fora do ambiente caseiro procure usar toalhas descartáveis e fechar a torneira com o papel toalha.

- Se possível, utilizar álcool em gel.

- Cobrir nariz, olhos e boca.

- Manter distância segura (cerca de 2 metros) de pessoas que apresentem sintomas da gripe (erroneamente chamada de gripe suína).

- Evitar as viagens de férias para países que possuem um grande número de casos confirmados (Argentina, Canadá, Estados Unidos, China) e para o interior do Rio Grande do Sul.

 (Matéria publicada no Jornal Tribuna das Gerais, agosto/2009)

Você pode acompanhar as respostas para este post assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar um comentário, ou trackback do seu site.

1 Comentário para “Gripe Suina”

Angelica disse:

Excelente seu artigo sobre gripe suina

Deixe um comentário