julho 17th, 2010

 

 VAnessa Duguet Arruda

 Quero retratar você

ser artista e esculpi-lo

mas continua em arco

se escondendo

Então escuto uma cantiga

e leio um poema de amor

cheiro sem cheiro

te sonho com o meu sonho

te arrasto pelo coração adentro

e te imploro à noite.

Ah ! se eu fosse fogo

Não me tornaria cinza

E dentro do torpor da vida

Sem saber de mim

Traçava em vermelho

Sem esforço o seu esboço.

Retrato interrompido

Meu eco que se espalha

se confunde com o silêncio

espera algo muito mais

que o céu

para ser dividido.

Algo de alguém

Que tenha direitos

Entre o ter e escolher

Sobretudo de saber

Fundir sua alma na

Alma nas coisas.

    E viver.

 (dez/1988)

Você pode acompanhar as respostas para este post assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar um comentário, ou trackback do seu site.

Deixe um comentário